quinta-feira, 26 de março de 2020

Pão de milho verde de liquidificador (o melhor)

O mais gostoso pão de milho de liquidificador que eu já comi. Saboroso, suave e fácil de fazer. É macio e a chia dá uma textura crocante, além de ser saudável. Vai a receita para quem quiser experimentar. Vale a pena.
Ingredientes:
3 espigas de milho verde (300 gramas  de grãos depois de raspados do sabugo)
4 ovos
1/3 de xíc de chá de azeite
1/2 xic de chá de fubá fino
1/2 xic de chá de aveia
1/2  colher de sopa de sal
2 colheres de sopa de chia
1 1/2 colher de sopa de fermento em pó
Modo de fazer:
Bater no liquidificador o milho, os ovos, o azeite e o sal.
Juntar o fubá e a aveia, bater o suficiente para misturar. Desligar o liquidificador e juntar a chia e deixar em repouso uns 10 minutos  para hidratar. Enquanto isso untar uma forma de pão (untei com ghee)  e polvilhar com fubá. Juntar o fermento á massa e mexer com uma espátula para misturar bem. Despejar a massa na forma e levar para assar em forno pré aquecido em 180o até dourar. + ou  - uns 40 minutos. Varia de forno para forno. 

quinta-feira, 19 de março de 2020

Mufins ou bolo salgado com cenoura e abobrinha

 Um bolo fácil e versátil. Serve para um lanche ou para o jantar.  Usei produtos sem lactose e leite vegetal para tornar mais light, mas fiz com farinha branca porque as alternativas, infelizmente são secas quando não consumidas de imediato, e também não gosto das alternativas quando congeladas,  e como eu queria congelar uma parte a opção por farinha de trigo normal foi necessária.  Mas quem quiser pode substituir tanto a farinha como outros ingredientes, principalmente se for para consumir todo.
 A receita é simples, usei ingredientes que todos tem em casa. Os legumes e a muçarela dão umidade e textura á massa, é mesmo muito deliciosa. 
 Preenchi só a metade da forma com a massa porque por ser a primeira vez que fiz a receita eu não sabia o quanto cresceria. A última coisa que quero é massa transbordando da forma e grudando no fogão.  Na próxima vou encher mais pra ficar mais alto. Optei também por formas pequenas, esses em formato de mufins vou congelar para ver o resultado quando descongelado.
INGREDIENTES
4 ovos
200 ml de leite de coco (pode usar qualquer outro leite vegetal ou de vaca se preferir)
1/4 xic. (chá) de azeite de oliva
1/4 xic. (chá) de ghee (se preferir usa manteiga, eu uso ghee porque evito lactose)
100 gr. de queijo muçarela ralado ou bem picadinho (eu piquei porque a muçarela sem lactose é muito grudenta e muito ruim para ralar. Fica metade grudada no ralo e pra tirar é horrível)
1 xic.(chá) de farinha de trigo
1 xix. (chá) de maizena
1/2 xic.(chá) de cenoura cozida e picada miudinho
1 xic.(chá) abobrinha ralada no ralo grosso
1 tomate maduro sem pele e sementes cortado miúdo
1 colher (sopa) de fermento em pó
sal e temperos a gosto (salsa, orégano, tomilho)
MODO DE FAZER
Bater os ovos, leite, azeite, ghee e sal  no liquidificador. Acrescentar a farinha e a maizena e bater por uns dois minutos. Tranferir para uma tijela e juntar a cenoura, abobrinha, tomate, muçarela, fermento, temperos e misturar muito bem, Forma que preferir untada e enfarinhada, forno pré aquecido 180o. Mais ou menos 40 minutos se for em forma de pão. Em formas menores menos tempo, até dourar.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Manta Apae 6

 Mais uma da série de mantas que estamos tecendo para a Apae de Curitiba. 
Esta foi tecida num rosa bem alegre,  pela Lucia, minha irmã.
O motivo é básico, simples de tecer mas o efeito é muito bonito. 

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Canjica Cremosa

 Adoro canjica doce. Acho que gosto de tudo que é feito com milho. Esta receita me lembra a infância, comendo sentada na caixa de lenha. 
Quem no Paraná lá nos anos 60 ou 70 não tinha uma caixa de lenha do lado do fogão? O melhor banco do mundo. 
Aquecedor é coisa para os fracos, a gente tinha era fogão a lenha mesmo, onde assava pinhão na chapa e tostava polenta para comer com mel ou manteiga. 
Eu já não tenho mais fogão a lenha, mesmo porque moro no Ceará, mas ainda gosto de canjica. 
Também não posso mais comer aquela canjica gorda que a mãe da gente fazia com leite puro da vaca e leite condensado com muito açúcar. Mas a gente adapta as receitas, se adapta e revive os gostos e as lembranças. 
RECEITA DA CANJICA CREMOSA COM REDUÇÃO DE CALORIAS E LACTOSE
250gr de canjica branca
1/2 lata de leite condensado sem açúcar
1 caixinha de creme de leite sem lactose
5 colheres de sopa de leite em pó desnatado e sem lactose, ou
2 xicaras de chá de leite 
5 colheres de sopa de adoçante para forno e fogão
2 colheres de sopa de açúcar de coco (opcional) (deixa a canjica escurinha) 
50gr de coco ralado semi desengordurado e sem açúcar
6 cravos da índia
1colher de sobremesa de canela em pó
1 rama de canela
Colocar a canjica de molho em água na véspera. 
No dia seguinte escorrer a água do molho levar ao fogo para  cozinhar com água que cubra e passe dois dedos, até que fique bem macia. Se necessário colocar mais água. 
Acrescentar o leite em pó (se estiver muito seca colocar uma xicara de água) ou as duas xícaras de leite, os cravos, a canela em pó e rama, o leite condensado, o açúcar de coco e deixar ferver por mais 15 minutos.
Retirar do fogo e acrescentar o creme de leite e o adoçante. Mexer, deixar esfriar e levar á geladeira.
 250 gramas de canjica rende porque ela cresce bastante quando hidrata. Quando sobra eu coloco em pequenos vidros de porções individuais e congelo. 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Bolo Gelado de Coco (toalha felpuda)

 Com esse bolo não tem erro, não tem quem não goste. É uma receita com ingredientes fáceis e simples de fazer. 
Ingredientes da massa:
4 ovos (claras e gemas separadas)
1 xícara (chá) de açúcar refinado
1 1/2 xic. (chá) de farinha de trigo
1/2 xic. (chá) de coco ralado fino
1 pitada de sal
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 colher (sopa) de bicarbonato 
150 ml de leite morno (vai colocando aos poucos que pode usar menos)
Numa tigela peneirar a farinha, o sal, o fermento e o bicarbonato. Juntar o coco e reservar.
Bater as claras em neve, adicionar o açúcar aos poucos continuando a bater. Adicionar as gemas uma a uma e bater até obter um creme fofo.
Despejar essa mistura sobre os ingredientes peneirados e mexer levemente para deixar homogêneo. Colocar numa assadeira média (eu assei numa de 22 x 22cm), untada e enfarinhada, por 40 minutos em forno pré aquecido 180 graus. 

Calda
200 ml de leite de coco
100 ml de leite
1/2 lata de leite condensado
Misturar tudo e aquecer.

Cobertura
100 gramas de coco ralado. 


O ideal é fazer e colocar na geladeira para o dia seguinte. Fica mais gostoso porque os líquidos absorvem totalmente deixando o bolo mais úmido. 
 Quando retirar o bolo do forno recortar em pedaços e furar com um garfo ou espetinho. 
 Despejar a calda morna no bolo ainda quente
 Deixar absorver os líquidos e esfriar.
Passar no coco ralado e embrulhar em papel aluminio individualmente. Levar para a geladeira.

domingo, 8 de dezembro de 2019

Manta Apae 5

 Mais uma mantinha para a Apae de Curitiba. Esta foi tecida pela Lucia, minha irmã, em tons de azul.
 É um modelo clássico por isso sempre bonito, como  os clássicos sempre são. 
 O quadradinho de crochê é simples, não tem receita mas aproximando dá para tecer fácil. 
Emendado com crochê em pontos baixos com fio branco. 
Quem receber esta manta ficará muito feliz e quentinho. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Guirlanda de Natal Rústica

Depois de muitos Natais sem enfeitar a casa, este ano voltou minha vontade de arrumar uns arranjos aqui e ali. 
Com o crescimento dos filhos que partiram todos para além mar e também porque os natais são sempre com a família que mora longe, acabei por ir deixando esse hábito. 
Mas recentemente voltei a tomar gosto por coisas que eu tinha perdido a vontade a muito tempo. Como um renascimento, voltando a vida, o sorriso, a vontade de fazer as coisas. 
Fiz esta guirlanda rústica, composta por cipó, um cristo na manjedoura, algumas pinhas e rosas rústicas que gravei um vídeo que você pode ver clicando aqui. rosas de juta 
O cristo na manjedoura é uma bolinha de isopor e uma mantinha tecida no tricô, tudo sobre manta acrílica. Pode usar um pedaço de tecido, mesmo um pedaço de juta e colocar tudo sobre palha ou  barbante ou juta  desfiados. 
Fiz um vídeo da montagem mas daqui que faça a edição vai para o outro Natal. 

Por enquanto fiz a guirlanda mas se fizer outras peças não será nada muito grande ou exagerado na quantidade porque depois  passar o ano inteiro guardando caixas de enfeites é uma coisa que não me anima a voltar a fazer, mesmo porque nessa fase de desapego das coisas, quanto menos nos armários e gavetas, melhor. 

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Rosa de juta fácil rápida e bonita



Uma peça muito simples de executar, ideal para compor arranjos decorativos de natal no estilo rústico. 

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Penteadeira/Criado Mudo

Esta penteadeira virou um criado mudo. Retirei o espelho porque não gosto de espelho próximo da cama e porque vou aproveitar a peça retirada para decorar o  hall de entrada. Era um móvel empestado de cupim. As partes originais são somente as que mantive envernizadas, as demais foram substituídas por compensado sem recapeamento pois a intenção era botar cor.

A foto com cor mais próxima do original no móvel foi esta, a tinta acrílica da Coral Chuva no Caminho. Adoro os nomes das tintas, gente muito criativa. 
Gastei um litro para pintar o móvel, depois da primeira mão lixei porque como o compensado e não tinha recapeamento ele apresentava as fissuras da madeira. Com o lixamento ficou perfeitamente liso. 
A sobra da tinta misturei com  branco para pintar a parede. Ficou um tom sobre tom perfeito.  Nesta foto está o tom mais aproximado da parede. A primeira foto ficou com a parede azul bebê mas não é aquele tom não.  
Eu não consigo reproduzir as cores originais na fotografia, acho até que minha máquina tem recurso pra isso mas eu não sei fazer uso das opções que ela oferece. 
Assim era e assim ficou. 
A cabeceira da cama eu fiz e estofei com um tecido combinante. Na verdade a tinta é da cor do tecido pois eu primeiro comprei o tecido. 
Fiz um vídeo da cabeceira, quando editar eu publico. 

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Manta Apae 4

Mais uma manta pronta para a Apae de Curitiba. 
As linhas foram cedidas pela minha filha que compra linhas porque acha bonitas sem saber o que fazer com elas. A gente entende bem disso. 
Eu gosto porque quando vou lá não preciso nem ir na loja. 
Além dos quadradinhos emendados na última carreira, conforme o vídeo que está abaixo, fiz também uma barra simples, seguindo o padrão da ultima carreira do square. 


Tudo simples mas feito com muito carinho. 

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Manta Apae 3






Mais uma manta concluída. Esta feita pela minha irmã Lucia. Aquele modelo feito com quadradinhos da vóvó em diversos tamanhos. É puro aconchego. Devagarzinho a gente chega lá. 

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Manta Apae 2

 Dando continuidade ás postagens de mantas confeccionadas para a APAE Curitiba, conforme expliquei em post anterior (link no final deste post),  segue esta que é a manta de numero 2 das 37 que pretendemos doar. 
 Esta foi confeccionada pela minha irmã Lucia que está me ajudando. 

É composta de quadradinhos simples com  flores coloridas e contornada em cores contrastantes. 
Um jeito simples e fácil para aquecer, principalmente o coração. 
A história para quem não acompanhou o início, e caso esteja interessada, pode ver AQUI. 
Caso queira colaborar com quadradinhos ou manta inteira é só entrar em contato. Teremos grande prazer em receber quem queira entrar nesta corrente do bem. 

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Vaso de embalagem de detergente

É a segunda que fiz. Não tem muita explicação, é só pintar o rosto e enrolar uma chita bem alegre na cabeça para fazer o turbante. O fundo da embalagem foi cortada para colocar um vaso de planta para formar o cabelo. 

domingo, 7 de julho de 2019

Amigurumi- boneco dorminhoco acordado

Um boneco do tipo dorminhoco para o Nicholas, só que a pedido, que fosse acordado, com sorriso e pernas.
Já fiz outros bonecos pra ele os quais ele leva sempre para onde vai.

Este foi um pouco as pressas porque eles vieram passar poucos dias aqui, mas a vantagem deste é que consegui ouvir a descrição do que ele queria, graças ao Google Translator porque nem meu neto fala português nem eu inglês.
Talvez ele aprenda português porque eu com certeza não quero aprender mais idioma  nenhum, principalmente agora que a gente tem a vantagem da tradução simultânea de voz através de um simples aplicativo.
Antes eram três ou quatro anos repetindo aquilo feito papagaio. Sem contar que com a língua inglesa eu não tenho nenhum ponto comum. Desisti definitivamente  depois de várias  tentativas frustradas. Agora, com o tradutor,  é só apertar um botão e voilá.
Deixo abaixo a receita, toda em ponto baixo simples.

Pernas e corpo
Volta 1 - Fazer um anel mágico com oito pontos
Volta 2 - 2 pontos em cada um dos  pontos da volta anterior (16 pontos)
Volta 3 - 1 ponto , 1 aumento. Repetir até o final da volta anterior (24)
Volta 4 - repete a volta 3 (24)
Volta 5 - Aumenta um ponto no total da volta (25)
Volta 6 - Aumenta um ponto no total da volta (26)
Volta 7 - 3 pontos 1 diminuição (23)
Volta 8 - 3 pontos 1 diminuição (18)
Volta 9 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (18)
Troca a linha para iniciar a roupa
Volta 1 - Aumenta um ponto no total da volta anterior (19)
Volta 2 - 1 ponto no ponto da carreira anterior, 2 pontos no ponto seguinte (28)
Volta 3 - 1 ponto no ponto da carreira anterior, 2 pontos no ponto seguinte (42)
Volta 4, até a 9 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (42)
Reserva e tece a outra perna.
Volta 10 - Juntando o numero de pontos das duas pernas teria um total de 84 pontos, então junta uma perna a outra e emenda com  8 pontos baixos, o que diminui no total 16 pontos. Os 68 pontos restantes continua tecendo para completar a volta.(68)
Volta 11, 12 e 13 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (68)
Volta 14 - 10 pontos 1 diminuição (61)
Volta 15 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (61)
Volta 16 - 10 pontos 1 diminuição (55)
Volta 17 até a 20 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (55)
Volta 21 - Diminui 5 pontos distribuídos na volta (50)
Volta 22 até a 25 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (50)
Volta 26 - Diminui 5 pontos distribuídos na volta (45)
Volta 27, 28 e 29 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (45)
Volta 30 - Diminui 5 pontos distribuídos na volta (40)
Volta 31, 32, 33, 34 e 35 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (40)
Volta 36 - Diminui 5 pontos distribuídos na volta (35)
Volta 37 até a 40 -  1 ponto em cada ponto da carreira anterior (35)
Volta 41 - Diminui 3 pontos ao longo da volta (32)
Volta 42 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (32)
Volta 43 - Diminui 2 pontos ao longo da volta (30)
Volta 44 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (30)
Arremata e enche com manta acrílica.

Braços
Volta 1 - Anel mágico com 6 pontos
Volta 2 - 2 pontos baixos em cada ponto da carreira anterior (12)
Volta 3 - 1 ponto, 1 aumento. (18)
Volta 4 e 5 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (18)
Volta 6 - 1 ponto, 1 diminuição (12)
Volta 7 - 12 pontos
troca a linha
Volta 8 - 1 ponto, 1 aumento (18)
Volta 9 - 1 ponto em ada ponto da carreira anterior (18)
Volta 10 - Aumentar 4 pontos distribuídos na volta ( 22)
Volta 11 - Aumentar 4 pontos distribuídos na volta (26)
Volta 12 e 13 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (26)
Volta 14 - Diminuir 4 pontos distribuídos na volta (22)
Volta 15 e 16 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (22)
Volta 17 - Diminuir 2 pontos distribuídos na volta (20)
Volta 18 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (20)
Volta 19 - Diminuir 2 pontos distribuídos na volta (18)
Volta 20 - Diminuir 1 ponto (17)
Volta 21 - Diminuir 1 ponto (16)
Volta 22 - Diminuir 1 ponto (15)
Volta 23 - Diminuir 3 pontos distribuídos na volta (12)
Volta 24 - Diminuir 3 pontos distribuídos na volta (9)

Cabeça
Volta 1 - Anel mágico com 6 pontos
Volta 2 - 2 pontos em cada ponto da volta anterior (12)
Volta 3 - 2 pontos 1 aumento (18)
Volta 4 - 2  pontos 1 aumento (24)
Volta 5 - 3  pontos 1 aumento (30)
Volta 6 - 4 pontos 1 aumento (36)
Volta 7 - 5 pontos 1 aumento (42)
Volta 8 - 6 pontos 1 aumento (48)
Volta 9  á 15 - 1 ponto sobre cada ponto da carreira anterior (48)
Volta 16 - 6 pontos 1 diminuição (42)
Volta 17 - 5 pontos 1 diminuição (36)
Volta 18 - 4 pontos 1 diminuição (30)
Volta 19 - 3 pontos 1 diminuição (24)
Volta 20 - 2 pontos 1 diminuição (18)
Volta 21 - 1 ponto 1 diminuição (12)
Volta 22 - diminuir 1 ponto em cada dois pontos (6)

Gorro
Volta 1 - Anel mágico com 6 pontos (6)
Volta 2 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (6)
Volta 3 - 1 ponto no ponto da carreira anterior, 2 pontos no ponto seguinte (9)
Volta 4 e 5 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (9)
Volta 6 - 1 ponto no ponto da carreira anterior, 2 pontos no ponto seguinte (12)
Volta 7  e 8 - 1 ponto em cada ponto da carreira anterior (12)
Volta 9 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (15)
Volta 10 - 1 ponto so bre cada ponto da carreira anterior (15)
Volta 11 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (18)
Volta 12 - 1 ponto sobre cada ponto da carreira anterior (18)
Volta 13 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (21)
Volta 14 - 1 ponto sobre cada ponto da carreira anterior (21)
Volta 15 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (24)
Volta 16 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (27)
Volta 17 - 1 ponto sobre cada ponto da carreira anterior (27)
Volta 18 - Aumenta 3 pontos distribuídos na volta (30)
Volta 19 - Aumenta 6 pontos distribuídos na volta (36)
Volta 20 - Aumenta 6 pontos distribuídos na volta (42)
Volta 21 - Aumenta 6 pontos distribuídos na volta (48)
Volta 22 á 30 - 1 ponto sobre cada ponto da carreira anterior (48)