domingo, 18 de dezembro de 2011

Lá no Anhangava, onde a natureza é viva




Fotos: Juliana

"Ide para os vossos campos e jardins e aprendereis que o prazer da abelha consiste em retirar o mel da flor.Mas também a flor tem prazer em dar o seu mel à abelha.Pois para a abelha a flor é uma fonte de vida. E para a flor a abelha é mensageira de amor.E, para ambas, abelha e flor, o dar e o receber de prazer é uma necessidade e um êxtase".

khalil gibran

8 comentários:

Teresinha disse...

Querida Joana
Muito bonito esse pensamento.

Já viste no meu blog os meus capuchinhos serôdios??? Agora que está frio é que eles tentam amadurecer! Como não conseguem... ficam assim desse tamanho e não dão para nada!!!
Já conseguiste o teu pé de araçá?
Estou em experiências, por enquanto infrutíferas, mas espero conseguir obter uma plantinha de uma semente!
Lá nos Açores o araçá pega de galho ou estaca, mas o que trouxe murchou e morreu.
Minha amiga, desejo-te um Feliz Natal, com muita saúde, junto da tua família.
Beijos da
Teresinha

Eliana disse...

Lindo!Parece tão simples e óbvio,mas no cotidiano é tudo mais complicado.
Aproveito a visita pra te desejar um ótimo Natal e uma passagem de ano muito linda,com paz,alegria e muita luz,
Bjs,
Eliana

Artes da Velha disse...

Muito bonito!!

Aproveito para desejar um Feliz Natal e um ano de 2012 cheio de coisas boas!!

bjinhos
Teresa

Claudiana (25/11/2010) disse...

Oi Joana, tudo bem?
Quero desejar um ótimo natal para vc e sua família. Que em 2012 vcs alcancem todos os sonhos e objetivos. Tem um cartãozinho pra vc lá no meu outro blog.
http://carinhodasamigas.blogspot.com
Boas festas, bjs

Nica Crochê disse...

feliz ano novo cheio de paz amor e muitas conquistas.

Camila Couto disse...

Parabéns pelo blog...bom trabalho e boa sorte!

Lilica Moleca disse...

Oi,amiga eu amo margaridas,são lindas,e que banco invejável eim..no bom sentido é claro.Seu trabalho é lindo viu ,capriche nas almofadas do banco...beijo...Lili.

Cores e Arte disse...

Gibran é incrível! Já li alguns livros dele. É poesia pura!
Bjs!
Lécia